Cinema (Científico) e Vídeo em Contexto Educativo e Artístico

SINOPSE. Desde a sua invenção, a linguagem cinematográfica, mais do que um objeto estético com especificidades próprias, tem-se constituído como uma linguagem formativa e educativa. No entanto, frequentemente, tem sido lida de forma superficial e subjetiva, descaracterizando o seu potencial como uma linguagem de conhecimento. Tal como ler um livro, apreciar e ler um filme requer um mínimo de informações acerca de aspetos diferenciados sobre a sua linguagem e sobre os meios utilizados para a sua análise. Realizar uma leitura fílmica da linguagem do cinema implica, não só, a desconstrução do vídeo e a sua reorganização posterior, atribuindo-lhe significados antes não percebidos, mas também, a aproximação a um conjunto de conhecimento complexos e abrangentes sobre diferentes abordagens analíticas e conhecimentos prévios sobre a sua linguagem. Com efeito, o cinema tem sido, cada vez mais, utilizado como recurso didático em contexto educativo, porque, efetivamente, possui uma linguagem inventiva e uma narrativa composta por temas e conteúdos quase ilimitados. Educar para a leitura fílmica, neste contexto, significa sensibilizar-se, saber sensibilizar, formar o estudante por meio de experimentação e envolvê-lo em todo o processo de ensino-aprendizagem. Tal formação será o primeiro passo para combater um certo alheamento da escola em relação ao cinema. Fornecer meios aos professores para que acedam conscientemente aos filmes é um passo fundamental para que se passe da instrumentalização do cinema à compreensão da sua especificidade e importância. Só assim será possível ensaiar a formação dos próprios estudantes, promovendo o visionamento de filmes de diversas proveniências e estilos, levando ao conhecimento e análise da imagem, provocando o debate no sentido crítico, fomentando a sensibilidade e a criatividade, alargando horizontes e investindo progressivamente num individuo com qualificações para uma cidadania democrática.

Este projeto divide-se em dois subprojectos, um de carácter pedagógico – Desenvolvimento e Avaliação de um Modelo Pedagógico para Desconstrução de Imagens em Movimento em Ambientes de Aprendizagem Flexíveis– e outro relacionado com a criação de uma Vídeo-revista para Comunicações em Ciência e Tecnologia que decorrem do protocolo assinado recentemente entre o Laboratório de Pesquisa em Tecnologias da Informação e da Comunicação (LATEC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro e a ELO. No âmbito desta parceria a ELO é responsável pela publicação de um número anualmente na Revista de Linguagem do Cinema e do Audiovisual do LATEC- Universidade Federal do Rio de Janeiro.

captura-de-ecra%cc%83-2016-11-22-as-00-52-07

Proponente: UMCLA/ELO/UAb; Instituições parceiras: GRUPOEDE/CEIS20/UC; Caminhos do Cinema Português)

 

PROJETO 1

Desenvolvimento e Avaliação de um Modelo Pedagógico para Desconstrução de Imagens em Movimento em Ambientes de Aprendizagem Flexíveis

SINOPSE. As instituições de educação superior no país têm concorrido, nos últimos anos, à captação de mais e melhores oportunidades de reconhecimento científico e pedagógico. O sucesso académico dos estudantes, nas mais diversas componentes da sua formação exige a reformulação das estratégias de ensino e a atualização dos conhecimentos. Os programas de formação convidam, pois, à integração, e à articulação de conhecimentos e de competências, requerendo o uso adequado de ferramentas eficazes e equipamentos mais produtivos na sofisticação dos processos de aprendizagem.

Procurando a implementação de objetos de aprendizagem audiovisuais mais eficazes e responsivos e modelos que permitam uma maior flexibilidade na gestão dos tempos e dos espaços, o presente projeto tem como principal objetivo avaliar o impacto e a eficácia de um modelo pedagógico para desconstrução de imagens em movimento na perceção das competências de aprendizagem dos estudantes do ensino superior.

PROJETO 2

Criação e Desenvolvimento de uma Vídeo-Revista para Comunicações em Ciência e Tecnologia

SINOPSE. A comunidade científica nesta era digital tem sido uma grande utilizadora de plataformas, interfaces, e outros meios de informação e de comunicação para a recolha de informações científicas mais acessível em comparação com as informações escritas disponíveis em suportes convencionais. As limitações da comunicação escrita parecem ser cada vez mais evidentes à medida que a complexidade e a dinâmica dos métodos de ensino e de investigação atuais estão a aumentar. A emergência de canais de partilha de vídeo permitiu ultrapassar essas limitações utilizando o vídeo como novo suporte de difusão da informação científica para a comunidade científica global. No entanto, a transmissão desta informação para o público em geral representa ainda um enorme desafio que exige repensar a conceção dos vídeos científicos com o objetivo de conseguir transmitir a informação científica de forma compreensível e atraente.

Uma forma de responder a este desafio consiste na criação de plataformas vídeo especializadas na publicação de vídeo-artigos científicos disponibilizados em acesso livre, ou restrito.

Este projeto vem propor, pois, a criação de uma vídeo-revista online especializada na edição e publicação de apresentações científicas em formato de vídeo-artigo, oferecendo conteúdos em acesso livre, proporcionando uma visibilidade acrescida aos autores, instituições e organizações e uma melhor partilha da informação científica com o público em geral.