Impacto social da tecnologia na educação: esse admirável mundo novo

AMoreira_talkalot

António Moreira

Num mundo inegavelmente tecnológico, de que forma é que a educação, os modelos de ensino e a própria aprendizagem estão a mudar? Instado a falar sobre as transformações que a tecnologia aporta à educação, António Moreira, docente da Universidade Aberta, coordenador científico da ELO e um dos responsáveis pela Linha 1 – Cultura, Formação e Tecnologia Digitais (CFT) de investigação, esteve presente na “Talk a Bit”, como orador convidado.

A iniciativa, que já vai na quinta edição, é organizada pelos estudantes do Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação da Universidade do Porto, Faculdade de Engenharia e tem como objetivo discutir o impacto social da tecnologia.

Na sua apresentação, António Moreira partilhou a sua experiência na docência em eLearning, falou sobre ambientes educacionais emergentes, referindo os principais desafios a ter em conta, e caracterizou estes ambientes de aprendizagem, cada vez mais virtuais, imersivos e online.

O docente fez um apelo à mudança na educação incitando os presentes a registarem-se “neste admirável mundo novo cada vez mais em rede”.

“É necessária uma escola em rede que prepare os cidadãos para o mundo digital”, referiu ainda, defendendo que vivemos um momento de “ transição de uma pedagogia da explicação e da passividade, de espaços físicos fechados, para uma pedagogia da autonomia, da resolução de problemas em espaços abertos na rede e na web social”.

O modelo de Educação Aberta que o investigador da ELO defende assume-se como: “acessível, flexível e inclusivo; social, móvel e personalizado”.

Numa perspetiva de futuro, António Moreira defende ainda que “a autonomia” será uma das competências críticas para o século XXI, introduzindo um conceito de ensino onde estudantes e docentes produzem e partilham conhecimento, mas acedem e produzem conteúdos fora dos feudos da escola tradicional.